Os comandantes das Forças Armadas do Brasil entregaram seus cargos nesta terça-feira, 30 e serão substituídos.

O general Edson Pujol, do Exército, o almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, da Marinha, e o tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, da Aeronáutica, se reuniram com Walter Braga Netto, que foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Defesa.

O Ministério da Defesa (MD) informa que os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica serão substituídos. A decisão foi comunicada em reunião realizada com presença do ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos comandantes das Forças”, diz trecho do comunicado divulgado pela pasta.

Minirreforma

O presidente Jair Bolsonaro ainda ontem a noite confirmou os novos nomes que assumem os ministérios de seu governo. 

As demissões e nomeações já foram publicadas na edição desta terça-feira , 30, do Diário Oficial da União. 

Por meio de uma manobra ‘dança das cadeiras’, Bolsonaro alterou a posição de nomes importantes de seu governo.

A troca envolve titulares de seis ministérios, incluindo a articulação política do governo e os principais nomes palacianos.

Casa Civil

Assume Luiz Eduardo Ramos no lugar de Braga Netto.

Ministério da Justiça e Segurança Pública

Assume o delegado Anderson Torres no lugar de André Mendonça..

Ministério da Defesa

Braga Netto assume o lugar de Fernando Azevedo e Silva.

Ministério das Relações Exteriores

Embaixador Carlos Alberto Franco França assume no lugar de Ernesto Araújo.

Secretaria de Governo da Presidência da República

A deputada Flávia Arruda (PL-DF) assume no lugar de Luiz Eduardo Ramos.

Advocacia-Geral da União

André Mendonça assume o lugar de José Levi.