A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), anunciou nesta quarta-feira , 24, o início das entregas dos kits de alimentos para Unidades de Educação Infantil (UEI’s) do município, começando pela zona rural.

Os estudantes receberão cestas que irão substituir a alimentação da merenda escolar, oferecida pelas escolas durante as aulas presenciais, mas suspensas devido ao agravamento da pandemia da Covid-19 no Rio Grande do Norte e com a realização das atividades escolares na modalidade remota. Os kits foram elaborados com orientações de nutricionistas para suprir as necessidades nutricionais dos alunos.

Lúcia de Fátima, supervisora da merenda escolar da SME, explicou que até o dia 30 deste mês deverá ser concluída a entrega, que deve contemplar 39 UEI’s em todo o município e beneficiando 6.076 alunos.

Nós começamos pela zona rural, temos um calendário que se estende pelas zonas Sul, Leste e Norte. Amanhã já estamos na Zona Norte, na sexta-feira estamos na Zona Leste e em seguida Sul, concluindo a entrega de todos os kits emergenciais. Temos gêneros perecíveis e não perecíveis. A agricultura familiar é que se encarregará de entregar os perecíveis”, informou a supervisora da merenda escolar.

A UEI Alvorecer, localizada na comunidade rural da Barrinha, foi a primeira Unidade de Educação Infantil a receber os itens alimentícios não perecíveis e perecíveis. A distribuição para as famílias dos 99 alunos das cinco turmas da UEI foi programada em horários diferentes, com convocação de uma pessoa por família de cada aluno, evitando aglomerações, com obrigatoriedade do uso de máscara e cumprimento das medidas de distanciamento social.

Os pais ou familiares dos alunos terão que informar o CPF e assinar a lista de beneficiários no ato do recebimento do kit alimentação. Além da Barrinha, a equipe da Secretaria Municipal de Educação fez a entrega dos kits nas UEIs Tia Aldanisa, na comunidade Maísa (Centro, Poço 10 e APAMA), nesta quarta-feira, dia 24.

O kit de alimentação contém gêneros alimentícios da produção da agricultura familiar, tais como batata-doce, macaxeira e polpa de frutas, cumprindo com os 30% da cesta, conforme exigido por lei. Os produtos foram produzidos pelos agricultores e agricultoras de duas cooperativas: Cooperativa de Desenvolvimento Agroindustrial Potiguar (Coodap) e Cooperativa de Agricultores e Agricultoras de Mossoró e Região (COOAFAM).