Quatro pessoas foram mortas a tiros em uma chacina que aconteceu na madrugada em um bar na avenida Cidade Praia, no bairro Lagoa Azul, Zona Norte de Natal. Uma quinta pessoa foi baleada, mas conseguiu se esconder e foi socorrida com vida. Nenhum suspeito foi preso após o crime.

De acordo com testemunhas, o dono do bar já estava limpando o estabelecimento, para encerrar o atendimento e um grupo de jovens jogava sinuca, quando criminosos chegaram ao local em um carro branco, por volta de 1h, e começaram a atirar contra as pessoas que estavam no local.

O dono do bar, Josué Pereira da Costa, de 45 anos, e três jovens com idades entre 17 e 18 anos, foram atingidos pelos disparos e morreram. Um outro jovem foi baleado, mas acabou socorrido ao Hospital Santa Catarina, na Zona Norte da capital.

Vladson Mateus Silva Gadelha era um dos três rapazes que jogavam sinuca no bar e lanchonete de Josué, no bairro Potengi, na Zona Norte de Natal, quando pelo menos quatro homens chegaram armados em um carro branco e atiraram contra os que estavam no estabelecimento, segundo relato de testemunhas. O adolescente, de apenas 17 anos, foi atingido quando tentou se esconder embaixo de uma cama nos fundos do bar. Além dele, outros três homens foram assassinados.

Segundo o pai de Mateus, como era mais conhecido pelos amigos e familiares, o rapaz chegou há cerca de um mês em Natal. Ele morava em Nova Cruz, no Agreste potiguar, e veio para a capital para as festas de fim de ano na casa da família e para se alistar no Exército Brasileiro, assim que completasse 18 anos em março. “O sonho dele era esse, porque eu servi ao Exército e era meu sonho também ver ele lá, mas agora infelizmente tiraram isso dele”, contou o pai em entrevista ao portal Agora RN.