O governo federal tenta 1 acordo para produzir no Brasil a vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade Oxford, no Reino Unido. Foi o que afirmou o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta terça-feira, 23.

“A Casa Civil está analisando essa assinatura nos próximos momentos, de hoje para amanhã, essa semana”, explicou Pazuello.

Ele participou de sessão em comissão mista (composta por deputados e senadores) destinada a tratar das ações do Ministério da Saúde no combate à pandemia de covid-19.

Assista à íntegra (2horas55m):

A vacina está em fases de testes. A expectativa é que seja finalizada ainda em 2020.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, no início do mês, a testagem de 2.000 brasileiros. O Brasil é o 1º lugar onde a vacina é testada fora do Reino Unido.

Em sua apresentação (4 MB), Pazuello destacou ainda a liberação de R$ 138,9 bilhões para o combate à covid-19, além dos R$ 39,9 bilhões em créditos extraordinários. Segundo ele, 10.000 leitos foram habilitados em todo o país durante a pandemia.

Esse é 1 processo lento e técnico: não pode apenas pegar ofício, carimbar e mandar. Tem todo 1 trabalho técnico feito pelas secretarias”, afirmou.

Depois de falar dos valores envolvendo as ações da pandemia, Pazuello disse que iria falar da “parte mais humana” e se solidarizou com as famílias que tiveram perdas devido à covid-19, afirmando que a pasta pensa “todo dia em salvar mais vidas”.