Índia, ex-moradora de rua é uma das quatro mulheres a integrar equipe de Bolsonaro

0

Moradora de rua, vendedora de livros, atriz, atleta, fisioterapeuta e primeira índia militar. Todos esses rótulos passaram pela vida de Silvia Nobre Waiãpi, 42, uma das quatro mulheres entre os 28 homens que integram a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) até agora.

O nome da indígena —que nasceu na aldeia da etnia Waiãpi, no Amapá, na fronteira com a Guiana Francesa— foi anunciado nesta quarta (6), mas ainda não foi publicado no “Diário Oficial” da União. Não há confirmação se ela terá cargo remunerado ou se será colaboradora

Silvia Nobre foi adotada aos 3 anos por uma família de Macapá e começou a estudar com 7. “Eu passei a minha infância inteira puxando a saia das professoras e pedindo, por favor, para eu hastear aquela bandeira [do Brasil], mas ninguém deixava. Só as crianças brancas e não índias podiam”, contou chorando em uma entrevista a Jô Soares em 2011.

“Eu prometi para mim mesma que, acontecesse o que acontecesse, o meu país um dia iria se orgulhar de mim”, disse. Segundo ela, foi isso que a impediu de se envolver em “coisas erradas” nos dois meses em que viveu nas ruas do Rio de Janeiro mais tarde.

Aos 14 anos, ela deixou na aldeia a filha que teve com 13 (o que é comum na sua cultura) e fugiu para a capital fluminense em busca de estudo. Sem casa nem dinheiro, vendeu a única coisa de valor que tinha nas mãos, uma pedra que acreditava ser mágica, para conseguir comer por alguns dias.

Publicidade:

Justiça cassa mandato de Abelardo, prefeito de Alto do Rodrigues

0

A Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber decidiu cassar os mandatos do Prefeito, Abelardo Rodrigues Filho (DEM) e a Vice, Emília Patrícia Batista de Sousa (MDB) com base na lei da Ficha Limpa.

A magistrada entendeu que em 2016, ano da eleição municipal, Abelardo Rodrigues e Emília não poderiam ser candidatos por causa de uma condenação de 2008. Em 2016, o registro de candidatura ficou sub judice, ou seja, aguardando decisão da justiça.

Em seu parecer, Rosa Weber determinou o afastamento do prefeito em exercício e a realização de Eleições suplementares no município de Alto do Rodrigues, em data a ser definida.

Para maiores informações acerca da decisão clique neste link: RESPE-14589. 

*Via Jornal De Fato / Foto: Reprodução
Publicidade:

Estudantes portomanguenses estão na 24ª Feira de Ciências Jovem em Recife

0

RECIFE – Nos dias 7, 8 e 9 de novembro, está sendo realizada a 24ª Ciência Jovem – Feira de Ciências de Pernambuco.

Essa é uma das maiores Feiras de Ciência do País e reúne cerca de 300 projetos, de todos os estados do Brasil e de países como Chile, Colômbia, México, Paraguai e Argentina.

A cada edição, a feira atrai um público de mais de 10 mil visitantes.

De Porto do Mangue, o secretário municipal do Gabinete Civil, Nacélio Santana representou o prefeito Sael Melo e integrou a delegação portomanguense juntamente com os professores Juliana Rodrigues e Jerusa Fernandes e as estudantes Ellen Brazão e Lívia Carla, participaram da abertura do evento que aconteceu no teatro RioMar Recife.

Este ano, os 300 projetos participantes foram selecionados entre mais de 600 inscritos. A qualidade dos projetos apresentados nos estandes chama a atenção e fica evidente nos resultados obtidos em outros eventos. Em 2018, grupos credenciados pela Ciência Jovem foram premiados na Milset Brasil, em Fortaleza; e na Expo-Ciencias Latinoamericana ESI AMLAT, no Chile, e seguem, respectivamente, para o México e Abu Dhabi.

Publicidade:

Câmara de Vereadores lança edital da Eleição da mesa diretora

0

PORTO DO MANGUE – A Câmara de Vereadores lançou o Edital para a realização da Eleição da Mesa Diretora da ‘casa do povo.’

A votação vai acontecer em Sessão especifica, no dia 12 de dezembro. O presidente eleito será empossado no dia 1º de janeiro de 2019.

Com o andar da carruagem, os pretensos candidatos que concorrerão ao pleito são: Jailson Fernandes (PSD) x Juscelino Gregório (PPS).

Eleições para Presidente da Câmara de Vereadores em Porto do Mangue sempre são marcadas por turbulências. Já faz parte do histórico.

Publicidade:

PF está nas ruas para prender deputados ligados ao esquema de Cabral; são 22 mandados de prisão no RJ

0

Agentes da Polícia Federal e procuradores da República estão nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, para cumprir 22 mandados de prisão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Dez deles contra deputados estaduais do Rio de Janeiro, sendo que três deles já estão presos.

A PF cumpre mandados em gabinetes da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e no Palácio Guanabara. A Operação conta com a participação do Ministério Público Federal (MPF) e o apoio da Receita Federal.

Um ano depois da Operação “Cadeia Velha” , que prendeu o então presidente da Alerj, Jorge Picciani , e outros dois deputados, novas denúncias de corrupção envolvendo o Parlamento fluminense respaldam agora a Operação “Furna da Onça”, que expõe um esquema de compra de votos com dinheiro de propina e distribuição de cargos iniciado no primeiro governo de Sérgio Cabral, em 2007, e mantido até hoje, de acordo com as investigações.

Em decisão histórica, cinco desembargadores da 1ª Seção Especializada do TRF-2 assinam os 22 mandados de prisão – o único a não assinar dos seis integrantes estava em licença médica.

Publicidade:

Vereador Juscelino Gregório fala sobre a sua candidatura a Presidência da Câmara de Vereadores

0

Publicidade:

Bolsonaro no caminho certo, Firjan apoia fusão de pastas e criação de superministério da Economia

0

A Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, responsável pelo Senai, Sesi, IEL e CIRJ) afirmou em nota na terça-feira que apoia a criação do Ministério da Economia, proposto pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

O superministério integraria as pastas da Fazenda, do Planejamento, Orçamento e Gestão e do Desenvolvimento, e Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A federação vai na contramão da CNI (Confederação Nacional da Indústria) se manifestou contra a extinção do MDIC. O presidente da entidade, Robson Braga de Andrade, chegou a afirmar que a perda do status de ministério poderia reduzir a capacidade do país em negociações internacionais.

De acordo com a nota da Firjan, o plano de fusão já era conhecido durante a campanha de Jair Bolsonaro. A federação também afirma que “menos de 10% dos maiores PIBs do mundo possuem Ministério do Planejamento independente do Ministério da Economia”.

Em nota da semana passada, a CNI afirmou que Inglaterra e Estados Unidos criaram órgãos estatais específicos para indústrias.

Outro motivo apresentado federação do Rio de Janeiro a favor da ideia é a promessa de Paulo Guedes, futuro superministro da economia, sobre a sincronização da área. Segundo a Firjan, “a atividade industrial e a representação empresarial enfrentaram dificuldades de interlocução (…) a atividade industrial e a representação empresarial enfrentaram dificuldades de interlocução”.

A nota da federação ainda faz elogios a Paulo Guedes e às suas críticas aos impostos que amarram a atividade industrial.

Além de exaltar as ideias do futuro governo, a associação também comentou a ações do governo Temer também na nota.

“O Brasil experimentou uma de suas mais graves crises econômicas sob o governo da ex-presidente Dilma Rousseff. O esforço de recuperação nos últimos dois anos foi considerável. Avançou-se”.

Por fim, a Firjan afirma que a indústria será “protagonista de uma Nação mais ética, mais solidária e que finalmente se guiará por um único e coeso projeto de desenvolvimento”.

Folhapress
Publicidade:
WhatsApp chat