Arquivos diários: 15 de fevereiro de 2018

Piauiense se torna o doutor mais jovem do país

0

Guilherme Lopes se tornou  o mais jovem doutor do Brasil. Ele teve sua tese de doutorado em biotecnologia aprovada na UFPI, na cidade de Paranaíba.

O mais novo Doutor tem apenas 26 anos de idade, dois meses e 26 dias. O tema de sua tese é “Bioprospecção da bergenina isolada de Peltophorum dubium, com ênfase nas propriedades antioxidantes e anti-anti-inflamatórias: aporte para o desenvolvimento de novos fitomedicamentos”. 

No ano passado, uma cearense foi reconhecida oficialmente como a mais jovem doutora do país, com 26 anos, nove meses e cinco dias.

Filho de costureira e pedreiro, moradores do bairro Prado, em Piripiri-PI, Guilherme passou 1 ano na Espanha, aperfeiçoando sua pesquisa no Departamento de Farmacologia da Universidad de Sevilla, por meio de um bolsa do programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal.

Guilherme Lopes (Crédito: Reprodução)

O jovem foi de  escola pública. Usando a nota do ENEM no PROUNI, foi bolsista do curso de graduação em Biomedicina na Faculdade Maurício de Nassau, em Teresina.

Hoje, pude olhar pelo retrovisor da vida e vi que cheguei até aqui porque nunca vim sozinho. Me lancei ao novo, vivenciei o inesperado, saboreei o doce e o amargo, mas em todo o tempo o Todo Poderoso cuidou de mim”, disse Guilherme.

Atualmente ele é professor  da Faculdade Chrisfapi, onde ministra disciplinas nos cursos de Farmácia e Enfermagem.

Fundado em outubro de 2011, é o 1º site de notícias & entretenimento de Porto do Mangue, atualmente com liderança consolidada na cidade e região da Costa Branca.

Publicidade:

Serra do Mel: Ministério Público quer esclarecimentos sobre edital de concurso

0

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 11ª Promotoria de Justiça da comarca de Mossoró, recomendou ao prefeito de Serra de Mel que não contrate mais nenhum candidato selecionado no edital nº 02/2017 até que sejam esclarecidos alguns fatos que são objeto de investigação ministerial.

O chefe do Executivo do município mencionado, Josivan Bibiano de Azevedo, deve apresentar, no prazo de 10 dias úteis, todos os elementos utilizados pela comissão julgadora para avaliação objetiva e isonômica do candidato na fase da entrevista do processo seletivo questionado.

A promotoria orientou que, caso não exista, encaminhe dentro de 20 dias, projeto de lei para a Câmara Municipal de Serra do Mel para a criação dos cargos efetivos elencados no edital. O documento deverá conter a discriminação das funções dos cargos, da remuneração e também o limite de reserva de vagas destinadas a portadores de necessidades especiais, conforme expressa a Constituição Federal.

Fundado em outubro de 2011, é o 1º site de notícias & entretenimento de Porto do Mangue, atualmente com liderança consolidada na cidade e região da Costa Branca.

Publicidade:

Polícia Civil cumpre mandados em Porto do Mangue

0

PORTO DO MANGUE –  A Polícia Civil esteve nesta quinta-feira, 15, cumprindo diligências na cidade.

De acordo com as informações recebidas,  a Polícia está realizando a entrega de intimações .

Nossa Redação já está mantendo contato com fontes para saber mais sobre. 

Aguarde.

Fundado em outubro de 2011, é o 1º site de notícias & entretenimento de Porto do Mangue, atualmente com liderança consolidada na cidade e região da Costa Branca.

Publicidade:

Eleições 2018, vereadores candidatos ficam de fora da ‘janela partidária’

0

Os vereadores que pretendem disputar outros cargos eletivos nas eleições deste ano não poderão trocar de partido aproveitando a “janela partidária”, sem o risco de perder seus mandatos. É que a legislação eleitoral estabelece que a janela partidária aberta em 2015, vale apenas para políticos com cargos eletivos proporcionai que estão em último mandado. Nessa condição estão enquadrados os deputados estaduais e federais.

Vereadores que ainda têm mais de dois anos de mandato pela frente poderão perder suas vagas no Legislativos para seus partidos de origem caso troquem de legenda. Caberá aos tribunais a definição final, mas o ministro Luiz Fux na presidência do TSE a tendência é mais legalista, restringindo mais opões.

A dificuldade maior é que a lei produzida em 2016 não considerou os vereadores que poderiam trocar de partido para concorrer nas proporcionais de 2018. E, não estando em término de mandato, não poderão usufruir dessa facilidade em mudar de legenda.

Em 2007, o Tribunal Superior Eleitoral e o Supremo Tribunal Federal decidiram que a infidelidade partidária é causa de perda de mandato eletivo. Se o titular o mandato eletivo, sem justa causa, sair do partido político no qual foi eleito, perderá o cargo que ocupa.

Em 2015, o Congresso Nacional editou nova lei tratado sobre “infidelidade partidária” e criando a chamada “janela da infidelidade”. Com ela, os deputados podem mudar de sigla sem correr o risco de perder o mandato, se o fizerem um mês antes do prazo final para filiação.

Por outro lado, os senadores entenderam que sendo eleitos em pleito majoritário, não estão sujeitos às regras de infidelidade, alegando que seus mandatos não pertencem aos partidos aos quais estão filiados.

Fundado em outubro de 2011, é o 1º site de notícias & entretenimento de Porto do Mangue, atualmente com liderança consolidada na cidade e região da Costa Branca.

Publicidade:
WhatsApp Grupo