Internacional

Mayra Dias irá representar o Brasil no Miss Universo neste domingo

0

A Festa do Boi de Parintins serviu de inspiração do traje típico da Miss Brasil Be Emotion 2018, Mayra Dias, que representa nosso país no Miss Universo. A festa terá transmissão pela Band e o canal pago TNT neste domingo, 22h, direto do IMPAC Arena, em Bangkok.

Pela primeira vez na história, o júri da 67ª edição do Miss Universo será exclusivamente feminino, contando, entre outras, com a presença da tailandesa Bui Simon, vencedora do título em 1988.

Segundo o estilista Helerson da Maia que confeccionnou a fantasia da brasileira, “o traje é a representação de uma índia que carrega em sua indumentária, pinturas e plumagem, de todas as etnias brasileiras. Uma entidade que reúne todas as representações de nossos ancestrais e seus legados, para que os remanescentes tenham força e sabedoria para lutarem pela própria sobrevivência hoje”.

O figurino traz recursos tecnológicos, para uma transformação que acontecerá no desfile. Mayra entra como índia e depois o traje se torna um beija-flor, transformação comandada pela própria miss, que acionará um dispositivo de controle remoto na roupa.

A América Latina concorre com Augustina Belen (Argentina), Sthefany Gutiérres (Venezuela), Valeria Morales (Colômbia), Andrea Diaz (Chile), Andrea Toscano (México), Mariana Garcia (Guatemala), Adriana Paniagua (Nicaragua), Sofia Abigail Marrero (Uruguai), Maria Belen Alderete (Paraguai), Joyce Prado (Bolívia), Rosa Iveth Mentezuma (Panamá), Vanessa Villars (Honduras), Emily Sara-Claire Maddison (Jamaica), Romina Lozano (Peru), Maristela de Montecristo (El Salvador), Naalia Carvajal (Costa Rica) e Aldy Bernard (República Dominicana).

A brasileira é jornalista, de Manaus, engajada pelo interesse em projetos ambientais. Além do charme das colegas latinas, Mayra vai ter que enfrentar Angela Ponce (1,75 m, 55 quilos, cabelos ondulados, olhos azuis, voz doce), a linda representante da Andaluzia que conquistou o título de Miss Espanha 2018, vencendo cinco mil candidatas. Além da beleza, Angela é transexual cuja presença no palco do Miss Universo promete virar um marco no certame que já pertenceu a Donald Trump e que em 2012 vetou a participação da trangênero canadense Jenna Talackova.

Antes mesmo do concurso, é possível deduzir que a norte-americana Sarah Rose Summers e a colombiana não vão ganhar o Miss Simpatia. A primeira foi acusada de xenofobia ao reclamar que Rem Sinat, do Camboja, não falava inglês. A outra, por criticar a espanhola, afirmando que “o reino da beleza, como é o Miss Universo, foi feito para mulheres que nasceram mulheres”.

Publicidade:

Brasil pode se parecer com Índia se reformas avançarem, diz UBS

0

(Bloomberg) – O UBS tem uma visão ‘otimista’ ou ‘muito otimista’ para o Brasil – tudo depende do cenário que você escolher para a reforma da Previdência.

O banco suíço já começou a modelar um cenário de melhora para o Brasil, devido às mudanças econômicas esperadas da nova administração, o que poderia melhorar o ambiente de negócios no país.

Isso inclui o esforço da equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, em direção à privatização de empresas consideradas ineficientes, a potencial abertura da economia ao comércio internacional e a redução da interferência estatal nas empresas.

“Se ele puder fazer esses dois grandes projetos, as mudanças micro e a reforma previdenciária, não é improvável que o Brasil se pareça com a Índia nos próximos dez anos”, disse Jorge Mariscal, diretor de investimentos para mercados emergentes do UBS Wealth Management em Nova York. “O Brasil pode estar entrando nesse estágio”, disse ele, em entrevista por telefone.

Uma falta de progresso da reforma da Previdência ou qualquer outro atraso nos planos fiscais de Bolsonaro resultariam em um fracasso na melhora da trajetória da dívida do país e desapontaria os mercados, disse ele.

Publicidade:

Crianças morrem de fome na Venezuela, consequências do desgoverno socialista de Maduro

0

CARACAS – O problema da fome assola a Venezuela há anos, mas agora a desnutrição está matando as crianças em ritmo alarmante. Por cinco meses, o New York Timesacompanhou o cotidiano hospitais públicos venezuelanos e, segundo os médicos, o número de mortes por desnutrição é recorde.

Desde que a economia da Venezuela começou a ruir, em 2014, protestos por falta de comida se tornaram comuns. Também virou rotina ver soldados montando guarda diante de padarias e multidões enfurecidas saqueando mercados. As mortes por desnutrição são o segredo mais bem guardado do governo do socialista Nicolás Maduro. Os profissionais descrevem salas de emergência cheias de crianças com desnutrição grave, um quadro que raramente viam antes da crise.

“Às vezes, eles morrem de desidratação nos meus braços”, afirmou a médica Milagros Hernández, na sala de emergência de um hospital pediátrico na cidade de Barquisimeto. Ela diz que o aumento de pacientes desnutridos começou a ser notado no fim de 2016. “Em 2017, o aumento foi terrível. As crianças chegam com o mesmo peso e tamanho de um recém-nascido.”

O governo venezuelano tem tentado encobrir a crise no setor de saúde por meio de um blecaute quase total das estatísticas, além de criar uma cultura que deixa os profissionais com medo de relatar problemas e mortes ocasionados por erros do governo.

Publicidade:

Cuba terá referendo em fevereiro de 2019 para nova Constituição; país vai reconhecer importância do capitalismo internacional para a economia

0

O referendo nacional para ratificar o projeto da nova Constituição de Cuba está previsto para 24 de fevereiro de 2019, noticiou nesta quinta-feira (9) a televisão estatal, de acordo com a France Presse.

A ilha comunista fará antes um debate popular, entre 13 de agosto e 15 de novembro deste ano, com assembleias em centros de trabalho, estudantis e nos bairros. Estes intercâmbios terão um “início piloto” nos quartéis.

Nova Constituição de Cuba é uma ‘mensagem política’ de ‘repercussões incertas’, dizem especialistas

“Temos um desafio muito importante, que é nos prepararmos para participar do processo de consultas da nossa Constituição e no apoio incondicional em 24 de fevereiro”, disse o major das Forças Armadas Revolucionárias (FAR) Lázaro Arronte, ao canal Cubavisión.

Também estão considerados no debate os cubanos residentes no exterior, no que será sua primeira participação em um tema político interno desde a vitória da Revolução cubana de 1959. Não se informou se poderão participar do referendo.

Publicidade:

12 meninos e técnico são retirados da caverna na Tailândia

0

CHIANG RAI, Tailândia — O último menino e o treinador foram retirados da caverna agora parcialmente inundada no Norte da Tailândia onde estavam presos havia 17 dias, depois que os três e 10 colegas do time de futebol amador Javalis Selvagens foram surpreendidos por uma inundação.

Mergulhadores iniciaram às 10h08 desta terça-feira (horário local, 00h08 de Brasília) a etapa final do resgate dos 12 jovens de 11 a 16 anos e seu treinador, que durou três dias no total. Mais cedo, três jovens deixaram o labirinto. Oito garotos já haviam sido levados para o hospital na capital da província de Chiang Rai no domingo e na segunda-feira.

A Marinha da Tailândia anunciou a conclusão do resgate no Facebook:

Publicidade:

Filho foi expulso de casa pelos pais, americano de 30 anos diz que vai recorrer na Justiça

0

Expulso de casa pelos pais, Michael Rotondo, de 30 anos, diz que vai recorrer da decisão judicial que o despejou da residência da família.

Mark e Christina Rotondo recorreram à Justiça depois de enviarem cartas de ultimato ao filho, que não ajudava nas despesas e tarefas domésticas. Apesar de não haver brigas, os parentes nem se falam.

Segundo o site “Syracuse”, o morador evicto da casa de Camillus contestou a deliberação do juiz da Suprema Corte do condado de Onondaga Donald Greenwood e convocou os repórteres para apresentar sua defesa no processo.

Ele alega que, conforme um caso similar precedente, tem direito a mais seis meses na casa dos pais até ser expulso.

Publicidade:

Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo

0

A maior prova da burrice são os ‘políticos’ que os brasileiros colhem para os representar…

Novo estudo feito por um instituto britânico mediu o que os brasileiros sabem sobre si mesmos.

Qual a porcentagem de brasileiros com acesso à internet?

As famílias mais ricas concentram quanto da renda total do país?

A cada 100 pessoas no Brasil, quantas vivem na zona rural?

O instituto de pesquisas britânico Ipsos Mori fez esse tipo de perguntas para brasileiros.

Os palpites passaram tão longe das repostas corretas que renderam ao Brasil o título de terceiro país mais ignorante sobre si mesmo.

Publicidade:

Lula tem que respeitar os Tribunais, afirma embaixador do Brasil nos EUA

0

Resultado de imagem para O embaixador Sérgio AmaralO embaixador brasileiros nos Estados Unidos, Sérgio Amaral, respondeu rapidamente a carta subscrita por 12 deputados americanos, ligados a ala mais à esquerda do Partido Democrata, com várias críticas ao governo brasileiro e a possível perseguição da Operação #Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva. Na carta, os deputados também enfatizaram uma desconfiança com o presidente Michel Temer e poucas esperanças do Brasil sair da crise com esse governo. O embaixador Sérgio Amaral deixou claro que o processo de impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Rousseff, ocorreu dentro das leis da Constituição brasileira, em sessão do Congresso Nacional presidida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, e tudo foi feito legalmente”.

Quanto às críticas feitas contra Temer, o embaixador informou aos doze deputados, que a PEC do Teto, que limita os gastos públicos, tem o objetivo de melhorar a economia brasileira e essa é a real intenção do governo. Amaral também escreveu para os democratas detalhes sobre a importância da Operação Lava Jato no Brasil e no mundo. “A Lava Jato avança dentro da normalidade legal”, ressaltou.

O embaixador Amaral terminou a resposta do documento dizendo que o Judiciário da amplo direito de defesa ao ex-presidente e ele não pode reclamar disso.

Publicidade:

Brasileiro preso na Venezuela é expulso do país!

0

RIO, BRASÍLIA e BUENOS AIRES — Após quase dez dias detido em Caracas, o brasileiro Jonatan Moisés Diniz, de 31 anos, foi libertado neste sábado pelo governo venezuelano e já embarcou num voo rumo a Miami, onde vive.

No Twitter, o chanceler brasileiro Aloysio Nunes confirmou a libertação, citando explicitamente sua expulsão: “O incidente envolvendo o brasileiro Jonatan Moisés Diniz foi encerrado, com sua expulsão da Venezuela”.

Na manhã deste sábado, o Itamaraty recebeu a informações de que o governo avaliava expulsar Jonatan do país. Funcionários do governo brasileiro questionaram às autoridades venezuelanas se aconteceria uma visita consular antes disso, mas não obtiveram resposta.

À tarde, o Itamaraty foi comunicado que o brasileiro estava em um voo para os EUA.

Jonatan estava detido desde o fim do ano passado na sede central do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), na capital venezuelana. Esse foi o primeiro lugar onde as autoridades do consulado brasileiro o procuraram, mas num primeiro momento agentes do Sebin negaram que ele estivesse no local, chamado de “A Tumba” por ex-presos locais.

O governo demorou mais de uma semana para descobrir que o brasileiro estava nesta espécie de prisão de segurança máxima do Sebin. Ele mora nos Estados Unidos e viajou para a Venezuela para fazer trabalhos de caridade, no fim do ano passado.

Publicidade:

Estoura mais um escândalo sexual no Vaticano

0

A informação foi divulgada no último sábado, 18, pelo Vaticano, e repercutido na imprensa mundial.O assunto tem sido notícia recorrente em todos os continentes, mas sempre escondido pelas mais altas esferas eclesiásticas.

O porta-voz do Vaticano, Greg Burke, disse em comunicado que “em consideração dos novos elementos surgidos recentemente está em curso uma nova investigação para que se lance toda a luz sobre o que realmente aconteceu”.

O jornalista italiano Gianluigi Nuzzi foi o responsável pela mais recente denúncia, apresentada em livro de sua autoria intitulado ” Peccato originale” (“Pecado Original”), onde divulga o depoimento de um jovem polonês Kamil Tadeusz Jarzembowski sobre esses abusos.

Entre 1980 e 2017, mais de 5.000 pessoas apresentaram queixa de abusos a cerca de 100 autoridades católicas. As piores e mais frequentes ofensas foram cometidas em escolas e lares para crianças vulneráveis. Desta vez, Jarzembowski fala sobre “os abusos no seu quarto, a outro seminarista, mais de 140 vezes e dos quais ele era testemunha ocular, por parte de um pupilo do reitor que era maior que ele e que depois se tornou sacerdote “.

O Vaticano já pagou em indenizações mais de três milhões de dólares a vítimas de crimes sexuais cometidos por membros do clero. Todos os anos aparece um novo escândalo, numa instituição que muito lentamente pondera terminar com o celibato entre os sacerdotes.

Publicidade:
RESP SOCIAL
WhatsApp Grupo