Dá Redação

Carta do Fórum Caminho das Águas Doces, do Turismo no Valé do Açú será entregue à governadora Fátima Bezerra

0
Secretário do Turismo, Flávio Felipe, o vereador Jean Maia e outros integraram comitiva de Porto do Mangue
A Carta elaborada pelo Fórum Caminho das Águas Doces (do Turismo e Cultura do Vale do Açu), elenca uma série de sugestões e reivindicações dos municípios membros em prol do fortalecimento e consolidação da atividade turística e do segmento cultural da região do vale.
O documento foi aprovado e segue com o aval de todos os integrantes, legitimanete representados, após a articulações feitas pela coordenação do Fórum, agora será realizada uma audiência com a governadora eleita Fátima Bezerra para entregar as propostas direcionadas para as áreas do turismo e cultura.
As propostas que compõem a carta estão centradas em apoios e parcerias para promover o turismo e cultura na região, além de sinalização de acessos dos atrativos turísticos e da recuperação e ampliação da malha asfáltica na região.
O Fórum tem área territorial que abrange os municípios de Assú, Carnaubais, Ipanguaçu, Itajá, Afonso Bezerra, São Rafael, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau e Porto do Mangue. Os membros signatários são secretários municipais de Cultura e Turismo, vereadores, produtores culturais e artistas em geral.
Publicidade:

Porto do Mangue poderá ter novos Secretários nas pastas do Turismo e na Agircultura

0

Com a provavel saída do atual ocupante das pastas, do Turismo, assumindo interinamente tabém a Agricultura, Fávio Felipe (Bocão), estará deixando vaga duas secretarias municipais,-Por pouco tempo.

O ativistas político, ptista da gema, Flávio Bocão como é popularmente conhecido, deverá deixar os cargos da municipalidade para assumir um no Governo da ‘companheira’, Fátima Bezerra (PT).

O Palácio José Nazareno do Nascimento (sede da Prefeitura), ainda não confirmou a possivel saída do auxiliar do primeiro escalão.

Flávio é cotado para o cargo de secretário (adjunto) de Estado da Pesca do RN.

Publicidade:

Banda Diante do Rei Jesus vai estar no Rio Doce próximo sábado, 26.

0

Resultado de imagem para diante do rei jesus

A banda evangélica, Diante do Rei Jesus vai estar participando do grande culto em Ações de Graças no Assentamento Rio Doce, a data é sábado, 26, às 19h, o evento é em comemoração ao aniversário do Vereador-Presidente da Câmara Municipal de Porto do Mangue, o irmão Juscelino Gregório.

O evento reuniá a comunida evangélica, familiares, políticos e amigos do vereador para celebrar à Deus mais uma grande vitória.

Todos convidados.

Publicidade:

A 1ª Dama de Porto do Mangue Talyana Melo assume cargo no Governo do Estado

0

A 1ª Dama de Porto do Mangue, que é engenheira agrônoma, Talyana Kadja de Melo, foi nomeada pela Governadora Fátima Bezerra (PT), para chefiar a autarquia governamental IDIARN-Institudo de Defesa e Inspersão Agropecuaria.

O Institudo de Defesa e Inspersão Agropecuaria-IDIARN, é uma autarquia do Governo do Rio Grande do Norte, com autonomia administrativa e com atuação em todo o território estadual, vinculado a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca do Rio Grande do Norte (SAPE). O órgão serve para promover e executar a Defesa Animal e Vegetal, o controle e a Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária.

A nomeação foi publicada no Diário Oficial do do Esatado:

 

Publicidade:

Estado é condenado a pagar R$ 17,6 mi para construtoras da Ponte Newton Navarro

0

O Estado do Rio Grande do Norte foi condenado a pagar à Construbase Engenharia Ltda. e à Construtora Queiroz Galvão S.A. a quantia total de R$ 17.608.151,32 como adimplemento de parte das contraprestações pecuniárias impostas ao estado em relação ao contrato firmado entre as empresas e o Executivo, por intermédio da Secretaria de Infraestrutura, para a edificação das obras relativas à construção da ponte Forte-Redinha (Ponte Newton Navarro), em Natal.

O valor referente à execução de obras para a construção da nova ponte sobre o Rio Potengi, na cidade de Natal, mediante o regime de empreitada por preço unitário, é composto por: R$ 14.950.359,40, a título de valor principal dos serviços executados; R$ 2.103.515,57, referente a reajuste do valor das referidas prestações; e de R$ 554.276,35, de correção monetária do reajuste.

Segundo as empresas de construção civil, o cumprimento das obrigações cabíveis a elas, consistente na entrega das obras contratadas, foi ultimado e atestado pelo estado do Rio Grande do Norte. Porém, o estado não honrou o pagamento das quantias devidas. A sentença é do juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal.

Publicidade:
RESP SOCIAL
WhatsApp Grupo