Entrevista

Bolsonaro pretende apresentar reforma da Previdência o mais rápido possível, diz porta-voz

0

O porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rêgo Barros, disse que o presidente Jair Bolsonaro compreende a importância do momento para a reforma da Previdência e pretende apresentar uma proposta ao Congresso Nacional o mais rápido possível.

Presidente Jair Bolsonaro governa o país de dentro do hospital

A reforma da Previdência, uma das principais prioridades do governo, foi um dos temas tratados na reunião de ministros realizada nesta terça em Brasília, acrescentou o porta-voz.

“Os assuntos tratados hoje foram reforma administrativa, ações em apoio à tragédia de Brumadinho e análises sob propostas da Previdência”, disse o porta-voz durante o briefing.

“O presidente, em breve, decidirá sobre a linha de ação a ser apresentada ao Congresso”, acrescentou Rêgo Barros referindo-se à reforma da Previdência.

Após uma reunião de ministros, o vice-presidente Hamilton Mourão reconheceu existir uma divergência entre Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, no tema da idade mínima. Enquanto o ministro é a favor da mesma idade para homens e mulheres, o presidente entende ser mais adequado uma idade mínima menor para mulheres. Mourão lembrou que a decisão final cabe a Bolsonaro.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a necessidade de uma reforma e disse que, caso o texto a ser enviado seja aprovado na Câmara em maio, a matéria poderá passar pelo Senado até junho ou julho.

Publicidade:
BB

Marcelo Carvalho entrevista o presidente da CMPM, vereador Juscelino Gregório

0

O ‘reporter do povo‘, Marcelo Carvalho entrevistou o presidente da Câmara Municipal de Porto do Mangue, o vereador Juscelino Gregório (PPS).

De maneira descontraída e comica, uma de suas marcas, Marcelo procurou saber mais informações sobre soluções para o desabastecimento dágua na cidade, provocado por furto das bombas de captação da Caern.

Crítico

Marcelo Carvalho abordou o tema de foma crítica, sem meias palavras. O presidente da CMPm, Jusceli Gregório esclareceu algumas questões e falou qual será o posicionamento do Poder Legislativo diante do problema.

A entrevista será publicada na pagina Marcelo Carvalho Oficial no facebook.

Publicidade:

Vereador Juscelino Gregório fala sobre a sua candidatura a Presidência da Câmara de Vereadores

0

Publicidade:
RESP SOCIAL

Entrevista exclusiva com o prefeito Sael Melo

0

Publicidade:

Entrevista exclusiva do prefeito Sael Melo ao ‘OPortomanguense’ vai ao ar nesta terça-feira

0

OPortomanguense, R. Alves entrevista com exclusividade nesta terça-feira, 6, o prefeito de Porto do Mangue, Sael Melo.

Em um bate papo com duração de quase 30 minutos, o prefeito Sael faz uma avaliação dos resultados das urnas e, um levantamento sucinto das ações do seu governo.

A entrevista vai ao ar no perfil do OPortomanguense no SoundCloud (plataforma online de publicação de áudio), feita pelo editor-chefe do site OPortomanguense, R. Alves.

Outras entrevistas

Anteriormente OPortomanguense entrevistou o vice-prefeito Magnus Domingos. Confira (AQUI).

Também entrevistou o empresário Sanderson Lopes, que é presidente do PDT em Porto do Mangue. Confira (AQUI).

Publicidade:

Ciro Gomes: ‘Não quero participar dessa aglutinação de esquerda’. Ele é quem está certo!

0

Terceiro colocado na eleição presidencial, Ciro Gomes (PDT) afirmou, em entrevista à Folha, que foi “miseravelmente traído” pelo ex-presidente Lula e seus “asseclas”.

Em seu apartamento, onde concedeu sua primeira entrevista desde a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), Ciro nega ter lavado as mãos ao ter viajado para a Europa depois do primeiro turno. “A gente trai quando dá a palavra e faz o oposto”.

“Não declarei voto ao Haddad porque não quero mais fazer campanha com o PT”, disse.

O pedetista critica a atuação do PT para impedir o apoio do PSB à sua candidatura e diz que considerou um insulto convite de Lula para assumir o papel de seu vice no lugar Fernando Haddad (PT).

Publicidade:

Ciro Gomes diz que ‘Lula sabia…Lula se corrompeu’

0

Primeiro a Folha de S. Paulo, perguntou se o ex-presidenciável, Ciro Gomes havia votado em Fernando Haddad.

Ele respondeu:

Vou continuar calado, mas você acha que votei em quem com a minha história? Eles podem inventar o que quiserem. Pega um bosta como esse Leonardo Boff [que criticou Ciro por não declarar voto a Haddad]. Estou com texto dele aqui. Aí porque não atendo o apelo dele, vai pelo lado inverso. Qual a opinião do Boff sobre o mensalão e petrolão? Ou ele achava que o Lula também não sabia da roubalheira da Petrobras? O Lula sabia porque eu disse a ele que, na Transpetro, Sérgio Machado estava roubando para Renan Calheiros. O Lula se corrompeu por isso, porque hoje está cercado de bajulador, com todo tipo de condescendências.

A Folha de S. Paulo perguntou quem são os bajuladores.

Ele respondeu:

É tudo. Gleisi Hoffmann, Leonardo Boff, Frei Betto. Só a turma dele. Cadê os críticos? Quem disse a ele que não pode fazer o que ele fez? Que não pode fraudar a opinião pública do país, mentindo que era candidato?

OP – Deu para entender que nem o Ciro NÃO VOTOU EM HADDAD. Levou ou voto crítico a risca.

Publicidade:

Entrevista: Vice-prefeito Magnus Domingos avalia resultado da eleição

0

Publicidade:

Entrevista: Sanderson faz avaliação do 1º turno eleitoral em Porto do Mangue

0

Publicidade:
RESP SOCIAL

Bolsonaro diz em entrevista que ataque foi planejado: ‘rodou a faca para matar’

0

Jair Bolsonaro recebeu o jornalista Augusto Nunes no quarto em que está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta segunda-feira, 24. Esta foi a primeira entrevista presencial cedida pelo candidato após o atentado sofrido no último dia 6 de setembro em Juiz de Fora, Minas Gerais. Durante a conversa, o presidenciável – visivelmente mais magro, porém já sem a sonda nasogástrica – contou detalhes do ataque e deu suas opiniões sobre as investigações. Para ele, tudo foi planejado e o responsável confesso pelo crime, Adélio Bispo de Oliveira, não agiu sozinho.

“Entendo que foi algo planejado. Foi político, não há a menor dúvida. Me tirando de combate… você pega os três ou quatro próximos na relação, eles são muito parecidos”, disse, fazendo referência às pesquisas de intenção de voto que mostram Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) praticamente empatados na segunda colocação. “Ele deu uma facada e rodou. Para matar mesmo. O cara sabia o que estava fazendo. Por milímetros não atingiu veias que eu não teria como resistir”.

Em seguida, o candidato questionou a linha de investigação sustentada pelo delegado da PF que conduz o caso. “Acredito que ele não agiu sozinho. Ele não é tão inteligente assim, não. A tendência natural de um ato como aquele é ele ser linchado. Então ele foi para cumprir a missão quase na certeza de que não seria. Não seria como? Sabendo que teria gente ao lado dele”, afirmou.

“Pelo que ouvi dizer, não tenho certeza ainda, a Polícia Civil de Juiz de Fora está bem mais avançada que a Polícia Federal. O depoimento do delegado que está conduzindo, realmente é para abafar. Eu lamento o que ouvi ele falando. Dá a entender até que age em parte como uma defesa do criminoso. Isso não pode acontecer. Não quero que inventem um responsável. Longe disso. Tal partido… não. Mas dá para apurar o caso. Tem uma passagem dele na Câmara. Ou melhor, uma passagem falsa dele na Câmara, no dia 6 de setembro. E quando vai à Câmara, você se identifica, é fotografado. Então quem foi que…? Poderia ter um álibi aí. A polícia legislativa trabalha com muita lisura. A imprensa também tem que apurar. Você sabe que parte dela tenta acalmar o negócio. O que está em jogo é o poder. Eu chegando lá, nós quebraríamos o sistema. Não é na ignorância, não, é na lei”.

Publicidade:
WhatsApp Grupo