Imprensa internacional repercute posse de Jair Bolsonaro e a maior participação popular na cerimônia

97
0

Veículos de imprensa de vários países repercutiram a posse de Jair Bolsonaro na Presidência da República. A cerimônia em Brasília aconteceu nesta terça-feira (1º). Veja, a seguir, o que sites e jornais do mundo disseram sobre ela.

O número de participantes na Posse do Presidente Jair Bolsonaro foi maior do que o público que acompanhou as posses dos ex-presidentes petistas Lula Dilma Rousseff somados.

A última posse de Dilma contou com 40 mil pessoas. Já em 2003, na primeira posse do ex-presidente Lula, 71 mil pessoas estiveram presentes nos arredores do Palácio do Planalto.

Segundo a estimativa do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), a posse do presidente Jair Bolsonaro atraiu, nesta terça-feira (1º), 250 mil pessoas para a Esplanada dos Ministérios em Brasília.

Os principais veículos de comunicação da imprensa internacional noticiaram o evento. Confira:

A rede CNN definiu Bolsonaro como “Trump dos trópicos”, numa comparação com o presidente americano. Em seu site, o veículo destacou que o governante toma posse em um momento de “mal-estar econômico”, “insegurança crescente” e “um escândalo maciço de corrupção, que abalou instituições políticas e financeiras” do país.

A rede britânica BBC fez um relato do primeiro discurso de Bolsonaro como presidente. No texto, destaca a promessa do governante de buscar unidade para o país.

O jornal inglês chamou a data da posse de “o dia que o Brasil progressista temia”. Ele define o presidente como um “populista de extrema-direita” e ressalta que seu discurso causa temor em setores da esquerda brasileira.

Em uma reportagem do dia anterior à posse, a publicação francesa disse que o governo de Bolsonaro pode ser marcado por disputas ideológicas como a de estatistas contra ultraliberais.

O jornal espanhol mencionou “fortes medidas de segurança” na cerimônia de posse de Bolsonaro. Também disse que o evento atraiu milhares de pessoas em Brasília. A publicação destacou ainda trecho do primeiro discurso do presidente: “Interesses brasileiros estarão em primeiro lugar”.

A publicação Argentina citou a promessa de Bolsonaro de acabar com a “corrupção, criminalidade e submissão ideológica” no país. O veículo também relatou que Bolsonaro afirmou ter escolhido uma equipe técnica e sem tendência política para o governo.

O jornal americano publicou uma análise sobre a escolha de Bolsonaro pelos eleitores brasileiros. No texto, diz que a população “queria mudança” e que o presidente “as entregou mesmo antes da posse”.

Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here