-Uffa!

Ontem (quinta-feira, 2 de março de 2020), quem acompanha a política portomanguense e seu dinamismo viu o que nunca esperavam que poderia voltar a acontecer.

O vereador Jailson Fernandes, representante político com mandato do grupo Fernandes, deu seu xeque-mate (uma jogada do xadrez que representa o final da partida) no prefeito Sael Melo.

Virou a casaca, trocou de partido e de grupo político – sim, ‘mudou de lado’, como se diz na política interiorana.

Como não é a 1ª vez, o episodio apenas se repete.

Após um post em blog da nossa cidade indagar sobre a posição política do vereador, que pelo seu histórico já era duvidoso no governismo, horas depois veio a confirmação por meio da imprensa – “Vereador Jailson Fernandes rompe com o prefeito Sael.

Jailson é um político de carreira, no seu 4º mandato busca encontrar sobrevida política, para isso todos os meios são utilizados, mas, o estranho mesmo foi ele voltar aos braços dos seus arqui-inimigos-políticos, o ex-prefeito Titico (PP) e a ex-primeira dama, Clarinha.

Ao se filiar no PL, assumiu o compromisso de unir forças para tentar derrotar o atual prefeito, Sael Melo (MDB).

O blogueiro Toni Martins, que foi o porta-voz, ressaltou que o motivo alegado pelo vereador foi ‘traição‘ do prefeito Sael, e que estava “cansado de traição“- tudo menos isso. Na real todas as articulações, movimentos e desejos do vereador são pelo poder, pela Prefeitura.

Quem acompanha a política portomanguense com um olhar mais atendo sabe que essa frase de feito não cola, ainda mais se realmente tiver sido proferida pelo vereador.

Em um post do blogueiro Julysson Chales, ele confirma que:

Jailson Fernandes tem um histórico de traições…começando por Zé Domingos…seguido por Titico, desfrutando de todas as vantagens do governismo.

Agora, 2020, a artimanha se repete, a vítima da vez foi o prefeito Sael Melo!

(Junho/2016) O vereador Jailson Fernandes se aliava oficialmente a Sael Melo

O real motivo da nova traição, segundo os analistas de plantão, é a dificuldade que Jailson encontra para aglutinar apoios em volta de si na disputa pela vaga de vice-prefeito na chapa de Sael para a próxima eleição. Sem condições favoráveis para isso, Jailson novamente deu um passo atrás, repetindo o feito de 2015, quando ‘traiu’ Titico por não ter sido o indicado a sucessão municipal.

Atualmente, existe uma disputa amistosa entre 4 concorrentes a cadeira de vice na chapa do prefeito Sael Melo, sendo eles: Dr.ª Rosa Araújo, Francisco Faustino, Ana Patrícia e Sanderson Lopes, o 5º concorrente seria o vereador Jailson Fernandes, porém, o representante do fernandismo não aceita as condições de estar no mesmo patamar dos demais concorrentes. Isso é o que ele chama de ‘traição’.

Pela primeira vez a população está tendo a oportunidade de indicar democraticamente o candidato a vice na chapa de um prefeito – isso é histórico. Os antecessores sempre foram por acordões políticos e arrumadinhos de alpendres. O povo já disse NÃO a essa prática, que é peculiar das oligarquias portomanguenses.

Ah, não vamos esquecer, a candidatura da sobrinha do vereador Jailson deve ser retirada, já que o projeto da família Fernandes agora é apenas retirar o prefeito Sael a qualquer preço, mesma estratégia usada contra o seu atual aliado político, Titico.

Aguardemos.