Grupo Maranata recebe visita do senador Jean Paul Prates; a nova refinaria de sal vai empregar 500 pessoas

Grupo Maranata recebe visita do senador Jean Paul Prates; a nova refinaria de sal vai empregar 500 pessoas

O grupo empresarial Maranata, que tem com sócio-proprietários Davi Alves, Benedito, Carlos, João Batista, Francisco e Riva Dávila, receberam a visita do senador Jean Paul Prates (PT) na manhã/tarde da última quarta-feira, 22, que foi acompanhado do prefeito Sael Melo (MDB), do deputado estadual Souza Neto (PHS), o presidente da Câmara Municipal de Porto do Mangue, Juscelino Gregório (PROS), os vereadores Nivaldo Cristino (SD), Jailson Fernandes (PSD), Alciene Rodrigues (MDB), Carlos Augusto (PP) e Helena Costa (PHS); os empresários do ramo salineiro apresentaram aos polítocos a mega estrutura da empresa, que hoje é considerada a maior do ramo no Brasil. A nova refinaria é um dos maiores investimentos do grupo na cidade, com previsão de iniciar as operações nos próximos 90 dias, a população aguarda ansiosa por essa grande oportunidade de emprego.

Confira os cliques:

Ramo salineiro no RN

No Rio Grande do Norte o crescimento de depósitos de jazidas de sal nas várzeas próximas à desembocadura dos rios Apodi-Mossoró e Piranhas-Açu (onde está localizada a cidade de Porto do Mangue) e está presente nos relatos históricos desde o início da colonização do território brasileiro.

O sal produzido no Rio Grande do Norte começou a se  expandir, economicamente, a partir do século XX.

A produção brasileira de sal marinho no ano de 2010 foi estimada em, aproximadamente, 5.615.000 toneladas. O Rio Grande do Norte participou com 5.102.000 toneladas, representando quase 91% da produção de sal marinho nacional.

Essa economia gera, nos dias atuais, cerca de 15 mil empregos diretos, 50 mil empregos indiretos, contribui com 3,5% do PIB do Estado. No RN, os municípios de Mossoró, Macau, Areia Branca, Galinhos e Grossos são os principais produtores de sal. Dentre eles, Macau e Mossoró contribuem juntos com mais de 60% da produção salineira nacional.

As exportações do nosso sal marinho foram destinadas principalmente para a Nigéria (50%), EUA (32%), Emirados Árabes (5%), Canadá (4%), Uruguai (2%) e outros países (7%).

O sal está presente na composição de 104 das 150 substâncias químicas mais importantes e, juntamente com o petróleo, carvão, enxofre e calcário, é uma das cinco matérias-primas básicas, que condicionam direta ou indiretamente quase toda a moderna indústria química.

Sobre o Autor

OPortomanguense
OPortomanguense

Fundado em outubro de 2011, é o 1º site de notícias & entretenimento de Porto do Mangue, atualmente com liderança consolidada na cidade e região da Costa Branca.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *