Pesquisa realizada pelo Ibope, divulgada nesta quarta-feira, 7, mostra que cresceu a confiança dos brasileiros na Presidência da República. Em 2018, sob gestão de Michel Temer, o índice –que vai de zero a 100– era de 13. Neste ano, com Jair Bolsonaro, chegou a 48, alta de 35 pontos.

O número, porém, é menor que em 2009 (1º ano da série histórica) e 2010, quando Luiz Inácio Lula da Silva era o presidente. Também é menor que os de Dilma Rousseff nos 2 primeiros anos de mandato. Em 2013 –ano das manifestações que ficaram conhecidas como Jornadas de Junho–, a confiança na então presidente caiu. A gestão de Michel Temer foi a que menos inspirou confiança nos brasileiros, segundo o indicador.

O Índice de Confiança Social (ICS) mede o nível de confiabilidade dos brasileiros em diversas instituições. A nota é formada pela média de avaliações que cada instituição recebeu, em uma escala de zero a 100–sendo 100, muita confiança; 66, alguma confiança; 33 quase nenhuma confiança e 00, nenhuma confiança.

O levantamento mostrou ainda que o Corpo de Bombeiros mantém-se no topo do ranking pelo 11º ano consecutivo (com 88 pontos). Na sequência, estão a Polícia Federal (72 pontos), igrejas (71 pontos), Forças Armadas (69) e escolas públicas (66). Na outra ponta, a confiança nos partidos políticos é a menor de todas, com 27 pontos. Eis os dados:

A pesquisa foi realizada dos dias 11 a 15 de julho, com 2.002 pessoas a partir de 16 anos, em 144 municípios do país. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.