A redução no repasse de verbas para as universidades federais e o remanejamento para a educação de base, poderá desencadear uma onda de protestos violentos e bizarros nas universidades públicas pelo Brasil.

Isso porque a esquerda sempre dominou o monopolizou debate político, através da ideologia marxista cultural.

Se antes, com os cortes nos governos do PT eles ficavam calados, agora com um governo de direita, as ondas de protestos poderão se multiplicar, e veremos mais cenas bizarras com estudantes pelados, defecando em salas de aula e promovendo baderna, tudo isso traduzido como “performance artística”.

Deram carta branca para esse tipo de atitude. Será a “Primavera Árabe” para a turma da lacração.

O que acontece nas universidades que os reitores não abrem as contas?

É o momento propicio, já que todos estão dando inicio a uma campanha nacional pró-universidades é hora dos reitores abrirem as contas e mostrar onde os recursos federais foram e estão sendo aplicados.

É necessário que demostrem os gastos com as terceirizações, bolsas, projetos de pesquisas. Setores de desvios.

Gente, não tem como desviar em despesas como água, luz, funcionários, despesas básicas.

Só com transparência será possível apoiar ou não   o movimento.