A jornal, assessor do deputado disse que ele não se pronunciou porque a própria imprensa iria polemizar, como sempre faz.

Do Rio de Janeiro, a vereadora Marielle Franco(PSOL), executada com quatro tiros na noite da última quarta-feira, na capital fluminense. O deputado Jair Bolsonaro – através de sua assessoria disse ao jornal Folha de S.Paulo, que a opinião do parlamentar sobre o crime que vitimou a vereadora, seria polemizada pela própria imprensa, como sempre faz quando o presidenciável se posiciona sobre algum assunto.

Os filhos do parlamentar que atuam na política, dois, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o deputado estadual do Rio Flávio Bolsonaro(PSL), falaram sobre o tema.

Flávio chegou a dizer que lamentava a morte, em sua conta no Twitter, e que sempre tinha tido “relação respeitosa” com a vereadora.