O senador Capitão Styvenson tem audiência com presidente em exercício Hamilton Mourão

0

Ainda sem assumir o mandato, o senador eleito, Capitão Styvenson (Rede-RN), tem reunião com o presidente em exercício, General Hamilton Mourão, nesta quarta-feira, 23. O encontro será em Brasília, às 10 horas.

Na pauta, o capitão vai discutir a crise financeira no Rio Grande do Norte, o auxílio nos repasses federais voluntários ao estado, já no primeiro semestre deste ano, de forma emergencial.

Além disso, o encontro deve debater as principais pautas nacionais, especialmente nas áreas de Educação, Saúde e Segurança Pública, temas eleitos como prioritários para o mandato do Senador.

Styvenson pretende ainda discutir com Mourão os impactos na conjuntura social e econômica do RN decorrentes das principais reformas propostas pelo Governo Federal.

O capitão assume o mandato no Senado no dia 1º de fevereiro. Ele recebeu 745.827 votos. Os outros senadores do RN são Zenaide Maia (PHS) e Jean-Paul Prates (PT).

Publicidade:

Banda Diante do Rei Jesus vai estar no Rio Doce próximo sábado, 26.

0

Resultado de imagem para diante do rei jesus

A banda evangélica, Diante do Rei Jesus vai estar participando do grande culto em Ações de Graças no Assentamento Rio Doce, a data é sábado, 26, às 19h, o evento é em comemoração ao aniversário do Vereador-Presidente da Câmara Municipal de Porto do Mangue, o irmão Juscelino Gregório.

O evento reuniá a comunida evangélica, familiares, políticos e amigos do vereador para celebrar à Deus mais uma grande vitória.

Todos convidados.

Publicidade:

Elano Locações de Brinquedos faz a alegria da criançada

0

PORTO DO MANGUE – O jovem empreendedor da área de entretenimentos, Elano, inaugurou com sucesso total o mais novo atrativo do seu parque, o Castelo Safari, a atração na Praça Central da cidade, o evento contou com a participação especial da dupla mais famosa do Walt Disney, Mickei & Minnie.

Elano Locações de Brinquedos trabalha com camas elásticas em vários tamanhos , castelo escorregador, piscina de bolinhas, Castelo com Pula pula Safári, máquinas de  Algodão Doce, pipoquira, crepeira e muito mais. Sim, recebe pagamentos com cartões de crédito/débito.

Convide Elano para fazer a festa do seu filho, a brincadeira e satisfação é garantida. Mais informações via WhatsApp: (84) 98736-0550

Publicidade:

A 1ª Dama de Porto do Mangue Talyana Melo assume cargo no Governo do Estado

0

A 1ª Dama de Porto do Mangue, que é engenheira agrônoma, Talyana Kadja de Melo, foi nomeada pela Governadora Fátima Bezerra (PT), para chefiar a autarquia governamental IDIARN-Institudo de Defesa e Inspersão Agropecuaria.

O Institudo de Defesa e Inspersão Agropecuaria-IDIARN, é uma autarquia do Governo do Rio Grande do Norte, com autonomia administrativa e com atuação em todo o território estadual, vinculado a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca do Rio Grande do Norte (SAPE). O órgão serve para promover e executar a Defesa Animal e Vegetal, o controle e a Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária.

A nomeação foi publicada no Diário Oficial do do Esatado:

 

Publicidade:

Bolsonaro em Davos apresenta os novos rumos do Brasil para o mundo dos negócios

0

“Vitrine para exibir o governo de Jair Bolsonaro (PSL) ao mundo, o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), começou na terça-feira, 22, com o presidente fazendo o discurso na abertura oficial do evento.

Em cerca de 15 minutos, Bolsonaro passou diretrizes gerais do que os estrangeiros podem esperar de seu governo. Mas ele não foi o único integrante da comitiva brasileira a estar sob os holofotes.

A agenda dos ministros que o acompanharam na viagem também foi movimentada. Sergio Moro, da Justiça, participou de um painel e teve um discurso afinado com o do presidente. Paulo Guedes, da economia, almoçou com investidores.”

Em sua fala, o presidente Jair Bolsonaro destacou: “o Brasil ainda é uma economia relativamente fechada ao comércio internacional, e abri-la é um compromisso desse governo“.

Ele prometeu aumentar a eficiência do Brasil, reduzir as burocracias e garantiu que a equipe econômica irá tornar o país um dos 50 melhores para se fazer negócios no mundo.

Falou ainda sobre a necessidade de “diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitando a vida de quem deseja produzir, empreender e criar empregos” e afirmou: “Gozamos de credibilidade para fazer as reformas que precisamos e que o mundo espera de todos nós“, disse o presidente à plateia, composta em boa parte por políticos, empresários e investidores.

Nós pretendemos diminuir o tamanho do Estado, realizar reformas como a de Previdência e tributária. Queremos tirar o peso do Estado de cima de quem produz, de quem empreende. […] Tirarmos o viés ideológico dos nossos negócios. […] Buscar aprofundar cada vez mais a os negócios e aproximação com todos os países do mundo“, completou.

Quando as urnas confirmaram matematicamente a sua vitória, Bolsonaro fez um discurso prometendo essencialmente duas coisas: resolver os problemas econômicos e garantir a liberdade dos brasileiros, em suas múltiplas dimensões. Se ele cumprir as promessas – e essa é outra história, bem mais complicada–, será um excelente presidente.

Publicidade:

À beira do colapso, RN está entre os seis estados mais deficitários do país

0

Os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso iniciam 2019 com um rombo conjunto de R$ 74,1 bilhões. O valor soma os déficits projetados para 2019 às despesas herdadas de gestões anteriores. Dos seis Estados, todos, com exceção de Goiás, tiveram calamidade financeira decretada neste mandato ou no anterior.

Ana Carla Abrão, sócia da consultoria Oliver Wyman, diz que o problema dos Estados é sistêmico, não pontual. “Agora são seis Estados, que logo virarão oito, dez, quinze. Todos terão que passar por racionalização dos gastos de pessoal, com revisão de folhas, de plano carreira, interrupção nas progressões automáticas, eventualmente congelamento de salários. Essas ações podem ser coordenadas pelo governo federal, mas é fundamental que os Estados enfrentem o problema.”

O Rio de Janeiro é o único que está no regime de Recuperação Fiscal oferecido pela União aos governos em desequilíbrio.

No Rio Grande do Norte, a calamidade financeira foi decretada logo após a posse, no dia 2 de janeiro, lembra o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier. “Foi um alerta à sociedade de que o Estado está falido”, diz ele. O rombo no Estado, explica Xavier, é de R$ 4,46 bilhões, valor que equivale a praticamente 40% da receita do Estado no ano passado.

Da insuficiência total, R$ 2,66 bilhões são passivos de gestões anteriores, principalmente débitos com fornecedores e pagamentos atrasados a servidores. O Estado ainda não conseguiu saldar parte do 13º relativo a 2017. O R$ 1,8 bilhão restante corresponde ao déficit orçamentário projetado para 2019.

Xavier explica que não há ainda previsão de prazo para o Estado voltar ao reequilíbrio financeiro.

Uma das prioridade é pagar em dia pelo menos os salários dos servidores devidos em 2019. Entre as medidas fiscais mais urgentes, diz o secretário, estão o corte de despesas e a reavaliação de contratos.

Publicidade:

Estado é condenado a pagar R$ 17,6 mi para construtoras da Ponte Newton Navarro

0

O Estado do Rio Grande do Norte foi condenado a pagar à Construbase Engenharia Ltda. e à Construtora Queiroz Galvão S.A. a quantia total de R$ 17.608.151,32 como adimplemento de parte das contraprestações pecuniárias impostas ao estado em relação ao contrato firmado entre as empresas e o Executivo, por intermédio da Secretaria de Infraestrutura, para a edificação das obras relativas à construção da ponte Forte-Redinha (Ponte Newton Navarro), em Natal.

O valor referente à execução de obras para a construção da nova ponte sobre o Rio Potengi, na cidade de Natal, mediante o regime de empreitada por preço unitário, é composto por: R$ 14.950.359,40, a título de valor principal dos serviços executados; R$ 2.103.515,57, referente a reajuste do valor das referidas prestações; e de R$ 554.276,35, de correção monetária do reajuste.

Segundo as empresas de construção civil, o cumprimento das obrigações cabíveis a elas, consistente na entrega das obras contratadas, foi ultimado e atestado pelo estado do Rio Grande do Norte. Porém, o estado não honrou o pagamento das quantias devidas. A sentença é do juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal.

Publicidade:

Avião não consegue decolar e homem que filmava é atingido em cidade do RN

0

Homem “atropelado” por avião em pista de pouso em Parelhas, no interior do Estado, foi levado ao Hospital Regional de Currais Novos, recebeu atendimento e não corre risco de morte.

Uma aeronave de pequeno porte teve uma das asas destruída quando decolava em um campo de pouso na cidade de Parelhas.

O equipamento usava rotação máxima do motor e avançava na decolagem quando colidiu com um homem que filmava o voo.

Sem observar os critérios de segurança a que estão submetidas as aeronaves em planos de voos, o piloto submeteu curiosos a risco.

O homem foi socorrido para o Hospital Regional de Currais Novos. De acordo com testemunhas, vítima não corre risco de morte.

Confira o video:

Publicidade:

Teto do seguro-desemprego sobe para até R$ 1.735

0

O valor do seguro-desemprego foi corrigido em 3,43%, variação registrada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 2018.

O benefício é pago a trabalhadores demitidos sem justa causa por um período de três a cinco meses.

O piso do seguro já tinha sido reajustado, pois segue o valor do salário mínimo (R$ 998). A parcela máxima do seguro passará de R$ 1.677,74 para R$ 1.735,29.

Os novos valores serão pagos para as parcelas emitidas a partir de 11 de janeiro e para os novos benefícios, segundo informou à Agência Brasil o Ministério da Economia.

Para definir o valor de cada parcela do seguro, é feita uma média dos três últimos salários antes da demissão.

Se o trabalhador ficou menos de três meses empregado, a média será feita com base em dois salários. Caso só haja um mês, esse valor será a referência.

Quando a média for maior do que R$ 2.551,96, o trabalhador desempregado recebe R$ 1.735,29.

O demitido que ganha até R$ 1.531,02 tem direito a 80% da média dos salários ou do piso (o que for maior).Para as remunerações de R$ 1.531,03 a R$ 2.551,96, o valor do seguro-desemprego segue o seguinte cálculo: R$ 1.224,82 mais 50% do que excede R$ 1.531,02.

Publicidade:

Caso ‘Queiroz-Flávio’ complica a vida do governo do presidente Jair Bolsonaro

0

Diante de toda confusão causada por denúncias de depósitos em dinheiro feitos em uma conta de um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro entre junho e julho de 2017, uma coisa fica clara, é preciso que o Flávio Bolsonaro dê explicações esclarecedoras do que realmente aconteceu, caso não faça, só complicará o governo do pai, Jair Bolsonaro.

Por outro lado, sabemos que a enchurrada de informações que desinformam e deixa a cabeça dos telespectadores ainda mais confusa, dificultando a assimilação do que é e do que não é, sabe-se que muita coisa aí faz parte de uma campanha para tentar atingir o governo Bolsonaro.

O que sabemos é que o presidente não tem nenhuma responsabilidade sobre o caso.

‘Caso Lulinha’

Temos casos no governo do ex-presidente Lula, hoje preso por corrupção, em que um dos seus filhos, o ‘Lulinha’, foi de monitor de zoológico a milionário. Lulinha havia se tornado sócio uma empresa que acabou resultando na Gamecorp. Também era sabido que a Telemar — uma concessão pública, com quase metade do capital dividido entre o BNDES e fundos de pensão — injetara nada menos de R$ 15 milhões no empreendimento.

Lulinha e seus sócios se tornaram, na prática, lobistas com trânsito no Palácio do Planalto. E com tal força, que a lei que regula as teles só não foi mudada porque a revista Veja noticiou a associação da Telemar com a Gamecorp.

Casos como esse nunca foram esclarescidos, explicados a população, punidos, daí, agora mais que nunca, a oportunidade da fámilia ‘Bolsonaro’ fazer valer o jargão ‘contra a corrupção.

Publicidade:

Em caçada a votos o deputado Rodrigo Maia pousou em Natal

0

No jantar de ontem no restaurante A Cozinharia, em Natal, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), reuniu parlamentares da atual e da próxima legislatura.

O senador José Agripino Maia, o deputado Felipe Maia, do DEM de Rodrigo Maia, participaram do jantar.

Da legislatura eleita, os deputados Benes Leocádio (PTC), João Maia (PR), Rafael Motta (PSB), Walter Alves (MDB), Beto Rosado (PP) e Fábio Faria (PSD).

Apesar de PSB, MDB e PP estarem se bandeando para a formação de um bloco concorrente, Maia tem o voto dos parlamentares desses partidos no RN.

Do PP também presente ao jantar o deputado pernambucano Fernando Monteiro.

Também acompanhou Rodrigo Maia na visita a Natal, a deputada carioca Laura Carneiro (DEM) e o pastor Marcos Pereira, deputado de São Paulo e presidente nacional do PRB.

Da futura bancada do RN, ausências dos deputados General Girão, que estava em Fortaleza, mas o PSL já garantiu apoio, e a ausência já esperada de Natália Bonavides.

Publicidade:
RESP SOCIAL

Bolsa fecha semana em alta e índice de desempenho bate recorde

0

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), encerrou a semana com novo recorde nominal, alcançando 96.096 pontos, o que representa alta de 0,78% em relação ao pregão anterior. O índice chegou a 95.351 – maior pontuação registrada até então.

O Ibovespa acumula alta de 5,58%, considerando o fechamento do índice entre 2 de janeiro, primeiro dia de funcionamento da B3 em 2019, e esta sexta-feira,18.

As ações com melhor desempenho foram: Natura, Eletrobras, Marfrig e Fleury. As maiores baixas foram registradas nos papéis da Embraer, Kroton, Smiles, Braskem e B2W Digital.

O dólar comercial fechou a semana também em alta, com variação positiva de 0,23%. A moeda norte-americana foi negociada a R$ 3,75.

Publicidade:
WhatsApp Grupo